Para Ouvir | Version of Me! Novo cd da Melanie C!

Quando sua Spice Girl preferida lança um CD novo, o que você faz??? Vicia de tanto escutar é claro!! 😀

A Mel (intima…afinal nosso amor vem desde 1996 =B) diz que esse foi o primeiro álbum que ela não pode se focar integralmente, por causa de outros compromissos. E isso foi  mega favorável para curtir o processo. Cada música é sobre um ponto da vida dela nesses últimos anos.

Achei bem diferente dos outros trabalhos dela, parece que as músicas são diferentes entre si.

 

O primeiro single do CD é legal, mas não está entre as minhas preferidas (pelomenosporenquanto…soudelua)

As preferidas (for now): Dear LifeVersion of MeNumb, Room for LoveLoving You Better.

Numb já tem um lyric video disponível e acho que ela vai te convencer a conferir o álbum todo lá no Spotify hein??!!! 😀

Confira o álbum todo lá no Spotify!!

Para Ouvir | Dua Lipa

Devo ter conhecido a Dua Lipa em uma dessas listas de Spotify…não me recordo direito. Só sei que anotei em uma dessas listas de coisas pra ver/ler/ouvir há um bom tempo…e lá ela ficou até quinze dias atrás, quando eu resolvi jogar no youtube e NUNCA mais consegui parar de ouvir a moça!! Quanto tempo perdidooo, sem ôr. 😀

Aos 15 anos Dua decidiu mudar para Londres com amigos e perseguir sua carreira musical. Ela lançou covers no youtube, demos no soundcloud e finalmente tem trabalhado em seu primeiro álbum com os mesmos produtores de Lana Del Rey, ela descreve sua música como Dark Pop.

Hoje com 20 anos, a bonita esteve entre a lista de artistas promissores de 2016 da BBC e desde janeiro deste ano está em sua primeira turnê pela Europa.

New Love é cheia de filtros, psicodelias e looks legais – Vale conferir a versão acústica da moça aqui (AMO acústicos, amo)

Para mais Dua:

Youtube | InstagramSoundcloud

Para Ouvir | Melanie Martinez

Melanie Martinez e eu temos uma relação de amor desde a sua estreia na terceira temporada de The Voice. Ela me cativou com seu vestido, seu cabelo diferente, sua ‘creepy’ voz e sua versão diferente da música Toxic (Britney Spears).

Sua passagem pelo The Voice foi bacana e rendeu bons covers, (Os preferidos são: Seven Nation Army e Too Close) mas ela me impressionou mesmo com seu trabalho autoral.

Fiquei aguardando alguma novidade e ela veio em 2014 com o lançamento do single Dollhouse.

Em seguida foi lançado o EP de mesmo nome que contém 4 faixas. O EP traz composições afiadas com questionamentos interessantes, seguindo a mesma linha (cute boneca assassina colorida com voz creepy rs) do single. Uma de suas músicas “Carousel” foi utilizada em no trailer da serie “American Horror Story: Freak Show”, caiu como uma luva.

Com números e vendagens consideravelmente boas, a gravadora deu sinal verde para a produção do primeiro álbum intitulado “Cry Baby” que foi lançado em agosto de 2015.

Eu só fui ouvir agora em setembro e na segunda vez já estava cantarolando algumas das músicas e escolhendo as preferidas.

Gosto: Cry Baby e Pity Party (que ganhou um clipe bem legal/sad/creepy)

Vale citar que além de cantar, Melanie também é uma ótima fotógrafa!

Eu acompanho/babo no seu trabalho desde 2012.

Vale citar também que a cantora vem em novembro fazer shows aqui no Brasil e…eu NÃO vou …¬¬

A triste realidade da vida e suas prioridades…

Para Ouvir | London Grammar


London Grammar
é formada pelo trio britânico Hannah Reid, Dot Maior e Dan Rothman e assim como muitas bandas de hoje em dia, alcançou sucesso através da internet.

Em 2012  o single “Hey Now” foi liberado e a partir desse ponto a popularidade da banda apenas cresceu. Após o sucesso do single, o EP Metal & Dust foi lançado  e alcançou top 5 no iTunes da Austrália. Desde então a banda assinou com uma gravadora, realizou shows, lançou outro single e finalmente seu primeiro CD If You Wait.

O som do London Grammar lembra uma mistura sofisticada da banda The XX com o vocal poderoso de Florence Welch, só que mais grave e com uma vibe dark…deu pra entender? haha

Hannah tem uma das vozes mais brilhantes que já tive o prazer de ouvir, gosto de todas as músicas do cd, principalmente pra trabalhar! Fico mega calma e concentrada!

 


CLIPES:

Para Ouvir | Ryn Weaver e Years & Years

Ryn Weaver começou a ganhar notoriedade através de seu Sound Cloud, por lá a americana disponibilizava várias faixas, o que acabou lhe rendendo um contrato com uma gravadora. Com bons colaboradores na manga (a cantora Charli XCX <3 e o produtor Cashmere Cat), Ryn lançou em 2014 seu primeiro single: OctaHate.

Nome estranho, batida forte, vocais poderosos (a la Florence Welch) e um ar meio hipster….o sucesso foi imediato! rs

 

 

 

Ryn já lançou um EP pra dar aquela enganada enquanto seu primeiro álbum não chega!

 

 

Years & Years existe desde 2010, tem alguns singles legais lançados e hoje se prepara para seu primeiro álbum.

Eles me chamaram a atenção por causa do vocalista Olly Alexander, que também é ator e já participou de duas séries que eu assisti: Skins e Penny Dreadful.

Com um som electropop/house/anos 90, a banda desponta como favorita e levou o tradicional premio da BBC “Sound of…”, que já foi entregue a nomes como Adele e Jessie J.

As favoritas

 

 

 

 

 

Não consigo ouvir os dois e não cantarolar/sair dançandinho pela casa!!

♡ it! | Tove Lo ao vivo com Habits

Ano passado conheci a Tove Lo (acho que todo mundo conheceu) através do remix de Habits. Não sou muito fã de remixes…e electro até gosto, ainda mais se vier acompanhado de uma linda voz feminina.

Umas três ouvidas na música e o refrão grudou no meu cérebro, nada que me fizesse ir atrás do EP, álbum ou de um rosto para esse nome estranho.

Alguns dias depois, encontrei artigos sobre ela e vi um rosto (lindo e diferente) para aquela voz. Fui olhar o clipe do remix e tive curiosidade sobre a música original…pronto! Foi o que bastou para a Tove Lo me conquistar! Além do electro e da voz, a música tinha aquela puxadinha para o pop. Obviamente, adorei.

Tove Lo tem 27 anos, nasceu na suécia e até então tem um EP e um CD lançados.

O álbum Queen of the Clouds foi um dos álbuns que mais escutei do meio de 2014 até agora!

Anyways! Depois de escutar os álbuns sempre procuro algum acústico/ao vivo…pra ver se a pessoa manda bem né! rsrs

Fiquei com o pé atrás, pois essa música não é bem o tipo mais fácil de se cantar ao vivo/acústico….mas achei que ela mandou muuuito bem! Tão bem, que vim aqui compartilhar!

♡ it!

 

Você conhece/gosta/desgosta da Tove Lo? Ou músicas assim? Deixe sua opinião nos comentários!

Beijos!!

Para Ouvir | Banks

Algum dia em meados de 2014 tropecei no Lyric Video Goddess da Banks pelo Youtube e logo fiquei curiosa por sua voz misteriosa e melodias arrastadas. Descobri que ela é uma cantora/compositora americana de 26 anos, e que havia começado seu trajeto através de seu canal no soundcloud há alguns anos atrás com músicas que havia composto quando era adolescente.

Através de uma amiga bem conectada, sua música foi levada à industria que logo demonstrou interesse. Banks lançou seu primeiro single oficial, depois dois EPs (Fall Over e London), sua música foi elogiada pela BBC, Billboard e MTV e em setembro de 2014 seu álbum Goddess.

Não sai da minha playlist!

 

Vale a pena conferir:

 

 

Nice Cover | Thinking Out Loud (Madilyn & Max)

Andei vendo alguns covers dessa música, mas ninguém havia mandado bem….até agora!

Gosto muito das escolhas que a Madilyn faz para seus covers, apesar de não gostar de mudanças musicais em covers. (?!?) rs

As alterações ficaram ótimas, e a construção original da música (que é o essencial) foi mantida. Muitos falsetes foram usados, mas nas partes importantes foram deixados de lado.

Lindo!

A Madilyn já apareceu aqui com o cover de Fancy (Iggy Azalea ft. Charli XCX)

 

E você? Gosta de covers? 🙂

I N S T A G R A M | F A C E B O O K | F O T O G R A F I A | P I N T E R E S T

56

Para Ouvir | MØ

Dificilmente eu escuto um cover de Spice Girls e gosto. Foi assim meu primeiro contato com a MØ. Ela fez o cover de Say You’ll Be There, em uma vibe completamente diferente da original…comecei a ouvir com nariz torcido e acabei curtindo bastante (nada como a original, obviamente #spicefansince96).

Quando vi a apresentação ao vivo no youtube minha curiosidade sobre ela aumentou.

Esse som electro indie pop, essa voz meio Lorde/Lana e essa cara de Mel C me convenceram.

Fui pesquisar e descobri que ela é Dinamarquesa, resolveu perseguir a carreira musical quando ouviu Spice Girls aos 10 anos de idade e finalmente estava para lançar seu primeiro CD. Além de ser uma fofa! Nessa entrevista você conhece um pouco mais sobre ela, ouve e assiste algumas de suas músicas e clipes. Aliás, os clipes dela são muito legais!

 

Ela já tinha um EP Bikini Daise e alguns clipes pelo Youtube…curti e fui ouvindo de vez em quando. Mas só com o Lançamento do CD que entramos numa relação grude na playlist que dura até então. Escute o álbum pelo Spotify e me avise se curtir como eu!

Escute pelo Spotify:

 

 

 

MØ também pode ser encontrada em Beg For It, parceria realizada com Iggy Azalea para o lançamento do álbum Reclassified da australiana.

Nice Things | Thinking Out Loud (Behind the scenes)

 O clipe dessa música foi lançado, e eu, que confesso ter preguiça de vídeo clipes, ainda não tinha visto. Rs

Nunca dei muita atenção para o Ed Sheeran, até ouvir Thinking Out Loud…não sei exatamente o motivo…já que ele faz tudo o que geralmente curto: violão/voz/melodias suaves/acústicos/piano.

Por causa dessa música, acabei pegando a discografia dele para ouvir. Tem outras músicas legais…mas nenhuma como essa, se bem que preciso ouvir novamente para atestar isso. Rs

Acabei encontrando o Behind the scenes (que ao contrário de clipes, eu adoro assistir…vai entender.) e achei muito bacana ele ter “aprendido” a dançar para a filmagem. 

Obviamente após o behind de scenes, tive que conferir o material final…e achei ok, fofo, mas nada de mais.

No fim, o Behind me ganhou muito mais rsrsrs como sempre!

Nice Cover | Madilyn Bailey com a versão acústica de Fancy.

Sou inscrita no canal da Madilyn há um tempão, mas ultimamente tenho frequentado o Youtube cada vez menos para curtir covers.

Por causa disso o trabalho dela passa batido por mim geralmente…mas não dessa vez!

Não consigo parar de escutar essa música há meses, e quando vi que ela tinha feito uma versão acústica (a-m-o acústicos) não pude resistir e cliquei!

Preciso dizer que:

  • A original é extremamente melhor e mais divertida.
  • Não gosto das mudanças na letra, principalmente a do nome da Iggy (minha parte favorita da música).

Mas sua voz é muito doce, mesmo nas partes de rap. Achei que ficou muito bacana!

Tá na playlist!